Escola na Suécia

Eu nunca abordei este tema no blog, pois as poucas aulas que fiz foram particulares e pouco sei sobre o sistema de ensino sueco. Por isso, trouxe um convidado para nos contar o dia a dia de estar numa escola sueca. O post foi feito em conjunto com o Lucas que mora em Vasterås.

A escola sueca possui mais diferenças do que semelhanças com as brasileiras. A começar pela liberdade. No Brasil os alunos ficam presos atrás de portões e grades altas, só podem sair com autorização além dos seguranças na porta; aqui, o aluno pode sair da escola nos intervalos, pode almoçar em casa e depois voltar para a escola. Eles priorizam a liberdade, entretanto se você não estiver na aula na hora certa a coisa fica feia!

O horário das aulas é bem flexível; no começo do ano recebemos uma tabela com a grade de horário.  As aulas começam às 8:30 e almoçamos às 12:30, já que as aulas não terminam antes desse horário. Por isso, almoçamos na escola e de graça!! Sempre temos 5 minutos de intervalo entre as aulas e o “rest”, no Brasil recreio, é de 20 minutos; já o lunch (almoço) dura 1 hora. 

Por aqui não existe perua escolar para realizar o transporte dos alunos e por isso, no verão, os suecos tem o costume de usar a bicicleta e no inverno vão de ônibus. Não utilizamos uniformes e vamos com a roupa que queremos.

Os corredores são parecidos com o das escolas americanas, cheios de armários. Cada aluno tem seu armário e não precisamos carregar sempre todos os materiais. Agora uma curiosidade, garotos e garotas suecos não se misturam! Na escola você sempre verá um grupo só de garotos ou um grupo só de garotas; é muito difícil eles se misturarem, a não ser que sejam namorados. Mas acho estranho, já que no Brasil todo mundo anda junto. Em geral o professor que muda de sala,  nos deslocamos apenas quando temos aula de culinária, química, pintura…

O sistema de ensino não é tão puxado quanto no Brasil, e não temos as famosas provas bimestrais e trimestrais. Funciona assim: como não existe período de prova, o professor chega num dia qualquer e comunica que num determinado dia haverá prova. Por aqui, eles acreditam que o aluno não precisa decorar a matéria, ele precisa entender. No Brasil é totalmente ao contrário, todo mundo só fala em vestibular, as escolas são voltadas para a prova. Você decora a matéria pra passar de ano e logo depois esquece tudo.

 Uma grande diferença entre as escolas públicas brasileiras e as públicas suecas é a utilização de computadores.  O esquema é assim: o governo de cada cidade fornece a cada aluno um Macbook da Apple para utilizar em todas as aulas na escola. Além disso, existe uma rede de WI-fi aberta que os alunos podem acessar a internet. Por exemplo: se o professor de história passar um trabalho, o aluno pode imprimir na hora, pois cada computador vem configurado com a impressora  da escola, ou seja, clico no botão imprimir e sai na impressora da própria escola. Uma pena que quando o aluno sai da escola é obrigado a devolver o computador!!!! 😉 – Aqui abro um parenteses, pois obtive outra informação e acho que devo compartilhar: soube que algumas escolas, quando não preenchidas todas as vagas, oferecem como incentivo, computadores para os alunos; no final da vida escolar, o estudante escolhe se devolve ou se compra o computador por um valor mais baixo. Se você souber de alguma outra informação, por favor, deixe comentário pra podermos escrever um post mais completo!

Toda criança ou adolescente estrangeiro ao chegar na Suécia, não vai direto para a escola sueca. O governo oferece “mini escolas” para os estrangeiros aprenderem sueco e quando o professor achar que seu sueco já está bom, ai você passa para a escola regular, junto com os suecos.

Na escola, além do sueco, aprendemos o inglês que é obrigatório e podemos optar por uma terceira língua (francês, espanhol ou alemão). Porém, se você é filho de pais estrangeiros, você pode ir ao Modersmål e aprender a língua dos pais; mas isso não vale apenas para estrangeiros, se você é sueco e tem interesse em aprender outra língua ou cultura,  também pode cursar a Modersmål.  Todos os alunos que participam dessa escola ganham pontos por sua presença, sendo estes revertidos para ingressar na faculdade, como acontece no Brasil com o ENEM.

O início do ano letivo é em agosto, sendo que em cada estação do ano tem uma semana de folga. As férias escolares caem em junho, julho e começo de agosto. Ao total, são nove anos de escolaridade obrigatória e mais três anos facultativos  (a maioria dos alunos frequentam esses anos). Cerca de 1/3 dos alunos que terminam o colégio seguem para a Universidade. As escolas públicas na Suécia possuem um dos melhores sistemas de aprendizagem no e 95% de todos os adolescentes e crianças estudam em escolas públicas.    

Espero que tenham gostando da visita do Lucas assim como eu gostei de conhecer um pouco mais da rotina escolar aqui na Suécia. Para finalizar: Förskola é a pré-escola, Grundskola inklusive förskoleklass och fritidshem (é a escola primária incluindo classe pré-primária e atividades de recreação) e Gymnasiet é escola secundária/ginásio/ensino médio.

Ano passado fiz um post sobre a festa de formatura dos suecos, para ler o post clique AQUI.

AQUI, você encontra uma página da Modersmål em português!

Advertisements

Sobre marianapp

My life in the frozen land
Esta entrada foi publicada em Suécia, Sverige com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

9 respostas a Escola na Suécia

  1. Lucas diz:

    O post ficou 10 mari , obrigado por poder participar do seu blog , beijos 🙂

  2. Marasu ohana diz:

    Adoooorei este post Mari!

  3. Raíta diz:

    O post ficou ótimo! Durante minha ‘temporada’ na Suécia, fiquei muito curiosa para conhecer uma escola. O Lucas foi super claro em sua descrição e matou grande parte da minha curiosidade. Parabéns pela parceria!!!

  4. Joana diz:

    Olá! Encontrei o seu blog por acaso e gostei de imediato. Como Portuguesa a viver na Suécia, identifico-me com muito daquilo que você escreve. Continue! /Joana

    • Raquel diz:

      Olá Joana, vou para a Suécia em princípio em julho. Estou preocupada pois tenho uma menina no 3º ano e não sei se tenho de a inscrever com muitos meses de antecedência aí na escola, nem onde me dirigir.
      Não sei se me pode ajudar, em todo o caso, muito obrigada pela atenção.

  5. Maxwell diz:

    Ficou bem legal mesmo! Demorei, mas finalmente parei para ler!!!!

  6. Galladriel diz:

    Muito bom este post !!!
    Agora entendo melhor pq todos os suecos aqui da empresa, sem excessão falam inglês super bem. (estou no Brasil)
    Um beijo

    • marianapp diz:

      Pois é, eles aprendem cedo! Mas na cidade aonde morei, alguns adultos e mesmo jovens tinham dificuldade de falar inglês, ou por vergonha ou por falta de prática; mas quem tinha o costume de usar muito o inglês falava bem. bjs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s